quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Política Natalista na Alemanha.

Aqui sim, vale a pena ter filhos!
Portugal devería seguir o exemplo, não achas?

18 comentários:

Anónimo disse...

Vá lá Portugal, temos que seguir os bons exemplos, à que ir para a frente.

raquel soares 8ºG

Prof. Paula Tomaz disse...

Boa, Raquel!!!

Paula disse...

Se em Portugal esta política fosse adoptada, a taxa de natalidade dava um pulo enorme!!!!

Só precisamos de seguir o exemplo dos alemães e as gerações seguintes estão garantidas...

Prof. Paula Tomaz disse...

Pois é Paula, mas agora o Governo português tem que começar a encarar estas questões com mais seriedade, não achas?

Anónimo disse...

Portugal deveria fazer alguma coisa, deviam impor politicas natalisticas. Portugal deveria fazer alguma coisa!! Eu não quero ficar em vias de extinção, Portugal sem crianças não é nada.

Inês Cunha 8ºF

Hugo Teixeira disse...

BOA INES

Prof. Paula Tomaz disse...

Muito bem, Inês!
Só uma pequena correcção: não é natalísticas, mas sim natalistas, OK?

Anónimo disse...

para que que servem as politicas natalistas??

Anónimo disse...

As políticas natalistas têm como objectivo permitir que no futuro, esses países, tenham jovens suficientes, para desenvolverem ainda mais os países, com a sua capacidade de inovação, dinamismo e criatividade. Ao mesmo tempo tenta-se evitar um envelhecimento ainda mais acentuado da população.

Achas que ficaste esclarecido ?

Ass: João

Anónimo disse...

Se Portugal fosse como a Alemanha já tinha avançado muito, mas como não é... tá sempre na mesma... na cepa torta!!!

Anónimo disse...

Se Portugal fosse como a Alemanha, que dá bué de guito aos casais que têm filhos... andav tudo a fazer sexo...

Mariana disse...

Olá, adava a fazer uma pesquiza e descubri este site, a verdade e ue nao e como o anonimo mal criado disse --'

a Alemanha dá algum dinheiro, mas esse dinheiro não paga as despesas que uma criança dá durante a vida inteira...

escola, roupa, fraldas, codida...

entre outros...

acho que sim, ajuda, mas não e o suficiente..

Anónimo disse...

olhe a senhora não tem nada que preste
!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1

Anónimo disse...

a senora professora não tem o que eu necessito neste blogue...

Anónimo disse...

Portugal devia ser um pais natalista, assim facilitava a sua forma de vida, assim como teriamos promessas para o futuro e a taxa de mortalidade aumentava. os paises que sao anti-natalistas no futuro não serão nada , tal como Portugal -.-´
Samuel Marujo
14 anos
Lordelo-Paredes-Porto-Portugal

Anónimo disse...

Mais nada!
Secalhar ainda ficava sem os meus irmãos!
ou eles ficavam sem mim.
Nunca se sabe o que pode acontecer.
NÃÃO !

(apoio apenas se so começarem a permitir um filho apenas apartir de imporem essa regra, se nao, forget bby)

bye ;3

Anónimo disse...

so escrevi estes 3 ultimos comments

Sebastiao disse...

2 *